O BPO Financeiro

Empreender nunca é fácil, desenvolver o próprio negócio, cuidar do administrativo, contábil, financeiro e jurídico se constituem em muitos afazeres para um empreendedor, que, por muitas vezes, não possui conhecimento técnico para lidar com todos estes pontos e precisa desenvolver seu business.

A Serasa divulgou uma pesquisa, realizada em 2017, a qual informa que um terço das empresas brasileiras passam por dificuldades financeiras [1]. Tais dificuldades estão intrinsecamente ligadas à má gestão, falta de conhecimento técnico e ausência de controle financeiro e contábil.

Para má gestão, falta de conhecimento técnico ou pessoal capacitado para efetuar o controle financeiro de uma empresa, criou-se o BPO Financeiro, que se apresenta como solução ideal para o empresário que deseja contar com um financeiro especializado, sem os custos trabalhistas de contratação de empregado e com profissional com alta capacidade de desenvolvimento do labor.

DO OBJETIVO DO BPO FINANCEIRO

A sigla BPO, deriva do inglês Business Process Outsourcing. Ou seja, o BPO é um processo sob o qual uma pessoa jurídica contrata outra sociedade empresária para que esta lhe preste um serviço especializado, para efeito de que, em tese, não possua responsabilidade trabalhista direta e conte com pessoa dotada de alto conhecimento técnico.

É uma terceirização de setor que não esteja ligado à atividade fim da empresa contratante. Atualmente, o BPO mais utilizado no Brasil e no mundo é o BPO financeiro, já que são áreas que demandam conhecimento especializado do gestor.

O BPO financeiro será responsável por toda área financeira e possivelmente contábil da empresa. A empresa contratada para disponibilizar o BPO será a que realizará o registro do trabalhador em seus quadros, bem como se responsabilizará pelo trabalho e conduta do BPO dentro da empresa que a contratou.

O objetivo é entregar as funções técnicas de gestão financeira da empresa para quem possui o conhecimento adequado, para assim, diminuir os riscos de má gestão, de penalidades federais, estaduais e municipais.

O empresário terá seu setor financeiro a cargo de outra empresa, que atuará em seu nome, mas com toda responsabilidade civil e criminal junto ao contratante, nos termos do desempenho da atividade contratada, conforme características de um instrumento de prestação de serviço.

Saliente-se que a terceirização do financeiro não é justificativa para que o empresário não fiscalize o financeiro da sua empresa. Muito pelo contrário! A gestão e a governança empresarial deverão estar constantemente fiscalizando o BPO, que fornecerá dados suficientes para que o gestor acompanhe a vida financeira da sua empresa.

DAS VANTAGENS DO BPO FINANCEIRO

De início, urge salientar que não se pode confundir a figura do BPO financeiro com uma consultoria. O primeiro é uma terceirização constituída, a empresa contratada prestará a atividade habitual na própria empresa contratante, em nome dela, mas com independência, desempenhando todas as atividades como se integrasse o quadro de colaboradores contratante.

Já a consultoria, pela própria acepção da palavra, funciona como uma espécie de aconselhamento do empresário, tendo que partir do gestor contratante a tomada de decisão. Ou seja, o empresário decide se irá atuar como recomendou sua consultoria ou não. Importante salientar que o serviço consultivo não é prestado nas dependências da contratante.

Deste modo, fica claro que o BPO financeiro é uma importante solução para empresas que desejam profissionalizar seus processos financeiros. As vantagens de se ter um BPO são claras, seja do ponto de vista trabalhista, seja do ponto de vista organizacional. Cabe trazer à baila algumas destas vantagens, conforme seguem:

– Produtividade e eficiência: Ter um BPO financeiro é contar com uma alta produtividade e eficiência, que são características notáveis destes sujeitos, porquanto possuem um grande conhecimento técnico na área.

– Segurança financeira: Contar com um parceiro dotado de alto conhecimento técnico permite avaliar que as transações financeiras estão sendo feitas de forma segura. Com o BPO, os processos financeiros da empresa contratante são constantemente auditados, dirimindo os riscos de prejuízos ao negócio.

– Planejamento estratégico: Contar com um BPO é dar um passo importante para aprimorar processos e desenvolver um planejamento estratégico de qualidade. A estruturação empresarial perpassa, obrigatoriamente, pelo setor financeiro, que com o BPO, será profissional e adequado aos valores da empresa.

– Redução de gastos: A empresa contratante não possuirá os encargos trabalhistas do BPO, nem será a responsável direta por sua capacitação, o que representa uma notável redução de gastos.

– Especialistas à disposição: A empresa contratante terá à disposição o time da contratada para auxiliá-lo. Isto é, terá um custo baixo para contar com profissionais de afinco na área contratada, bem como uma equipe multidisciplinar, que trará o suporte necessário para a empresa. O BPO é um realizador de processos e entrega de resultados.

Destarte, após conhecermos os pormenores do BPO, frisamos que o SERAC está à disposição para a realização deste trabalho. Possuímos um time competente e preparado para ajudá-los em qualquer necessidade. Contem conosco!

[1]https://www1.folha.uol.com.br/paywall/login.shtml?https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/10/1927554-um-terco-das-empresas-brasileiras-tem-dificuldades-financeiras-diz-serasa.shtml


Share article on

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *