A Importância da Auditoria Interna nas Empresas

Pelo senso comum, quando se fala em auditoria em uma determinada empresa, o sentimento de aflição é latente, como se essa palavra fosse sinônimo de “problema”. Pelo léxico da língua portuguesa, o vocábulo possui como sinônimos – acompanhamento, levantamento, revisão.

A definição contábil de auditoria nos afasta ainda mais da ideia pré-concebida de “problema”, já que significa o exame formal das finanças, práticas gerenciais ou operações de uma empresa, pública ou privada.

Quando este exame formal é realizado com a participação de terceiros e de colaboradores da sociedade empresária, dentro da própria empresa, revisitando processos, controles, gastos e gerenciamento, tem-se a auditoria interna.

O processo de análise interna é um dos fatores essenciais para o desenvolvimento e o crescimento da sociedade empresária. O gestor necessita ter, ao seu alcance, a clarividência do status quo dos processos, das operações contábeis, dos controles e gerenciamento da sua empresa.

A Auditoria Interna como Processo Inexorável à Sociedade Empresária

O Conselho Federal de Contabilidade define a auditoria interna como o “conjunto de procedimentos técnicos que tem como objetivo examinar a integridade, adequação e eficácia dos controles internos e das informações físicas, contábeis, financeiras e operacionais da entidade”.

O objetivo da realização de auditoria interna e sua manutenção, como processo inexorável a uma empresa, é antecipar-se aos órgãos de controle, tendo a sociedade empresária um procedimento ativo, jamais reativo aos controles, aos processos e à organização.

Enxergar o todo dos processos contábeis, fiscais, financeiros e trabalhistas confere validade ao trabalho realizado pelos colaboradores da empresa, oferecendo ao gestor a oportunidade de enxergar o todo, planejar o crescimento ou a mudança de estratégia de atuação, caso seja necessário.

Veja o caso da antecipação a um procedimento administrativo fiscal, seja com confissão de dívida, seja com a retificação de guia de recolhimento, que reduz sobremaneira os impactos sob a organização empresarial. Os apontamentos destes equívocos, com o fito de planejamento ou de correção, só serão conhecidos com a auditoria interna.

A avaliação dos riscos é fator essencial para a execução de um planejamento fiscal e contábil de qualidade, o suporte para colocar em prática os projetos de elisão fiscal sustentam-se com a adequação de ações, com o controle interno de processos e análise apurada da rotina contábil da empresa.

Saliente-se que todo gestor necessita de um suporte técnico que embase sua tomada de decisão, com os riscos claramente apontados e as condições de absorção destes riscos delineadas. Diferentemente do que se pensa, toda avaliação de cumprimento de normas, de risco e de correções, encontra-se no escopo de um trabalho de auditoria.

Auditoria, portanto, é sinônimo de controle de processos, de segurança, de tomada de decisão e de economia para o empresário. Ter uma auditoria interna como processo organizacional implementa a cultura do controle e do cumprimento das normas ao colaborador. Constitui o alinhamento aos valores da empresa.

Da Importância da Auditoria Interna nas Empresas

A política organizacional, o estabelecimento de processos e de ritos contábeis, são fatores de extrema importância para o desenvolvimento empresarial. A auditoria interna tem sua valoração, na medida em que se avalia se todos os procedimentos internos, políticos e organizações, dos prismas, contábil e administrativo, estão sendo seguidos pelos colaboradores.

Ainda, a auditoria interna se debruça a avaliar se as transações efetuadas estão em consonância com os resultados contábeis escriturados, atuando de forma preventiva, ativa, antecipando-se aos órgãos de controle.

O auditor interno é um funcionário (trabalhador, colaborador ou empregado) com independência, que possui alta capacidade e expertise para desenvolvimento da atividade. Seu objetivo, trocando em miúdos, é apresentar o raio-x da empresa ao gestor que, munido destas informações, atuará no planejamento das ações que deverão ser tomadas.

Portanto, resta claro que a auditoria interna é um dos fatores decisivos para o crescimento de uma empresa, cujo principal fator é o lucro. O crescimento e a lucratividade necessitam estar aliados à organização, ao controle e à legalidade, características que somente uma auditoria interna de qualidade propiciam.

Destarte, não se olvide que o SERAC atua no ramo contábil há 25 anos, tornando-se referência no mercado, possui mais de 250 profissionais altamente especializados em todas as áreas contábeis e jurídicas. Estamos à disposição para auxiliá-los (as). Conte conosco!


Share article on

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.