Quero Elaborar um Testamento. O que Devo Fazer?

Primeiramente, o que é um testamento? É documento em que uma pessoa dispõe dos seus bens para depois de sua morte, desde que seja juridicamente capaz e obedecidas as regras da legislação brasileira.

Pois bem. Importante então saber que no ordenamento jurídico existe alguns tipos de testamento que podem ser elaborados. São eles: Testamento Público, Testamento Particular, Testamento Cerrado, Codicilo e os denominados Testamentos Especiais.

Trataremos nesta oportunidade dos testamentos público e particular, que são os mais populares entre aqueles que optam por esta inteligente iniciativa. Entretanto, para não deixar o leitor curioso, faremos breve consideração sobre os outros testamentos.

O Testamento Cerrado é a disposição de última vontade do Testador, escrito por ele, mas que será apresentado e aprovado pelo Tabelião de Notas, que ao final decretará cerrado e, portanto, será secreto, até a sua abertura.

O Codicilo é também uma disposição de última vontade, mas para destinar pequenos valores em dinheiro para determinadas pessoas, móveis, roupas, joias, itens de uso pessoal, etc, bem como deliberar sobre o enterro do Testador.

Já os Testamentos Especiais são o Testamento Marítimo, o Aeronáutico e o Militar. Esses testamentos possuem regramentos no sentido de estabelecer o procedimento para a elaboração de testamento em casos que a pessoa está a serviço das forças armadas ou estiver a bordo de navio nacional, de guerra ou mercante.

Ultrapassados esses esclarecimentos iniciais, vamos aos testamentos público e particular:

• O Testamento Público:

É a declaração de vontade do Testador, escrito por Tabelião de Notas, na presença de duas testemunhas, lido em voz alta e assinado por todos ao final.

• O Testamento Particular:

Escrito pelo próprio Testador, pode ser escrito de próprio punho ou mediante processo mecânico, será lido e assinado por ele e pelas 3 (três) testemunhas do ato, que são obrigatórias.

Além disso, para ambos os testamentos que aqui foram abordados será necessário o procedimento de Abertura, Registro e Cumprimento de Testamento, já que é obrigatória a homologação por um Juiz de Direito, que analisará se o testamento possui vicio externo que o torne nulo ou suspeito de falsidade.

Após, com o testamento devidamente registrado no Poder Judiciário, o testamenteiro (pessoa que pode ser nomeada pelo testador como responsável pela publicidade do testamento), os herdeiros ou os legatários deverão ingressar com ação judicial, também no Judiciário, para abertura do inventario, ou, se o caso, procurar Tabelião de Notas para abertura de inventario extrajudicial.


Share article on

Leia Mais

Você investe na Bolsa de Valores e precisa de ajuda para calcular o Imposto de Renda sobre Renda Variável?

Os investimentos em Renda Variável tiveram um aumento bastante significativo nos últimos dois anos. Para se ter uma ideia, em dezembro de 2019, existiam cerca de 1,7 milhão de CPFs cadastrados na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo). Hoje, este número já está próximo dos 4 milhões e a apuração do Imposto de Renda sobre os resultados positivos ou a compensação de eventuais prejuízos sempre geraram dúvidas para os contribuintes, pois além de ser uma apuração muito trabalhosa, existem regras específicas para cada tipo de investimento, ou seja, a análise depende muito do produto investido. (mais…)


Share article on

Leia Mais

A Importância do Controle e Monitoramento da Qualidade Interna e Externa

Sabemos que hoje em dia a competição no mercado de trabalho é cada vez maior e um fator que vem ganhando muita importância para a tomada de decisão do cliente no momento da compra de um produto, ou serviço, é a qualidade atrelada a essa nova aquisição.

Para compararmos e mensurarmos a qualidade em uma venda de produto ou de um serviço prestado, devemos ter cuidado, pois um produto pode ser medido pela vida útil, durabilidade, ou seja é algo mais tangível, porém quando falamos de prestação de serviço, depende muito da expectativa e percepção do cliente.

(mais…)


Share article on

Leia Mais

Novos Meios de Pagamento Digitais

celular com cores tecnológicas

 

Nos últimos 10 anos, os meios de pagamento vêm sofrendo grandes transformações no Brasil. Segundo dados do Banco Central, cartões (de crédito e débito) passaram a representar 39% das transações financeiras, enquanto as compras em dinheiro vivo caíram de 46% para 31%. E, para além do meio eletrônico, o mundo digital começou a ganhar força mais recentemente no universo das transações bancárias.

(mais…)


Share article on

Leia Mais

Detalhes sobre a Contratação do Microempreendedor Individual (MEI)

O Microempreendedor Individual (MEI) é uma figura prevista no Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, também conhecido como Lei do Simples Nacional, e consiste numa modalidade de empresário individual que pode optar pelo recolhimento de seus tributos e contribuições no âmbito do Simples Nacional, recolhendo esses encargos em valores fixos mensais.

A contratação de MEIs pelas pessoas jurídicas passou a ganhar mais relevo com o advento da chamada Nova Lei da Terceirização (Lei nº 13.429/2017), que alterou a redação da Lei nº 6.019/1974 para, entre outras disposições, permitir que a partir de 31 de março de 2017 pudesse ser terceirizada também a atividade-fim da empresa contratante. Até então, a legislação só permitia terceirizar a chamada atividade-meio, como os serviços de vigilância e limpeza, por exemplo, por parte das empresas que não desenvolviam essas atividades.

(mais…)


Share article on

Leia Mais